sexta-feira, 13 de junho de 2008

Desabafo de Luciano do Valle

“Estou indignado”. A primeira frase de Luciano do Valle antes da transmissão de Sport Recife x Corinthians, segundo jogo da final da Copa do Brasil, na noite de quarta-feira (11/06), indicava que vinha algo fora do comum. O jornalista criticou enfaticamente a parcialidade da imprensa esportiva de São Paulo ao vivo, não poupando colegas de emissora. “Imprensa paulista tá o quê? Abrindo guerra com a imprensa do Brasil”, disse, preparando o terreno.
“Imprensa, não, vírgula. Os que se acham da imprensa. Na minha condição de jornalista não está o Neto [comentarista e ex-jogador]. Não tá o [comentarista e ex-árbitro Oscar Roberto] Godoi. E comentam na Bandeirantes. Pra comentar do meu lado tem que ter diploma. Eles não têm. E não adianta ir na onda deles. Querem bagunça. Querem audiência. Cadê o diploma do Milton Neves? Cadê? Cadê o diploma do Flávio Prado? Cadê? É radialista. Jornalista, não!”, afirmou."

Fonte: Adnews.

8 comentários:

Яoьεяτα disse...

Rs. quase cometo uma gafe, estava preparando uma postagem sobre esse vídeo, que tinha acabado de ver.

Mas a minha visão seria um pouco diferente a começar pelo título, que seria algo do tipo Luciano do Valle-Transporte ou vale-refeição ou vale-qualquer outra coisa bem fuleira mesmo.

Primeiro porque quem ficou indignada foi eu, ao ver isso, um camarada desse que puxa o saco de todo mundo, falando coisas sem sentido. Primeiro porque pra fazer parte de um programa de televisão não precisa ser jornalista. Muito menos no caso de uma transmissão de um jogo de futebol. Existe um profissional para cada função, técnicos de áudio, de vídeo e outras coisas, assim como o narrador pode ser somente narrador mesmo. Um jornalista pode até fazer a pauta, direcionar o programa, até dirigir mesmo. Mas quem melhor que um jogador de futebol pra falar sobre futebol? Ou melhor que um ex-juiz pra falar sobre arbitragem? Um jornalista?
Ora senhor Luciano, além do senhor ser muito chato, diria chatíssimo, insuportável, ainda acha que tem o rei na barriga?
Devia ter o rei é na bunda, porque esse diploma seu aí, o senhor pega, dobra, redobra e enfia no toba.

E quanto ao Neto, que começou o jogo dizendo que amava o Luciano, que foi ele que o levou para ser comentarista e o caralho a quatro, uma rasgação de seda sebosa, vai ter que explicar isso.
Porque ou ele não viu isso antes do jogo e agora tá fazendo papel de idiota; ou foi tipo um tapa com luva de pelica na cara do Luciano; ou amarelou, o que não condiz com o Neto que eu conheço, meu maior idolo como jogador.

Яoьεяτα disse...

Uma correção, um erro de português que cometi e a Jacke me chamou atenção. Pior que ainda teimei, mas fomos atrás e vi que estava errada. Nada a ver com a discussão, mas o correto é quem ficou indignada fui eu e não foi como eu escrevi.

Jacke disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Não acredito Roberta...que exagero =\

Welton ''Shiryu'' disse...

deixa só eu dar meu parecer de comunicólogo.
concordo com o luciano do vale. infelizmente, a lei errada deste país permite que pessoas que fazem um curso de radialista de trinta dias possam apresentar programas de TV E FALAR MERDA. e não estou me referindo a profissionais do jornalismo esportivo, como também do jornalismo em geral.
nós comunicólogos estudamos em quatro anos disciplinas de ética, psicologia, filosofia, sociologia(eu fiz até um trabalho sobre futebol nessa disciplina) e esses camradas radialistas estudam o quê?
eu acho que os comentaristas e os radialistas metidos a jornalistas em geral devem, no mínimo estar frequentando a academia, se já não estiverem formados, para term discernimento ao falar ao público. lembro-me como se fosse hoje do sérgio noronha(radialista) comentando o jogo da copa do mundo de 2006 entre Togo x Suíça. Ele soltou essa pérola: " A copa do mundo é legal porque proporciona o encontro de um país de cultura inferior jogando com o de cultura superior". morri, ressuscitei e morri de novo qdo ouvi isso.
Percebem agora o incoveniente de um cara sem diploma comentar futebol ou apresentar qualquer telejornal. esses profissionais lidam com a massa e tem responsabilidade sobre ela. não podem falar besteira.
nossa, isso foi praticamente um post, mas precisava falar isso.

New disse...

Oi, querida Roberta.
Deveria ter feito o pst sobre o Luciano e dar a sua opinião, sim sra. Eu somente reproduzi, fielmente, as declarações dele e o vídeo, justamente para atiçar a opinão de todos. Eu, na ninha modesta opinão, cansei de ver na TV só gente incompetente: bundas e mais bundas, BBBs sem talento algum, artista canastrão, cantores desafinados, músicas de 3ª, gente opinando por tudo sem entender de nada, jornalista que erra o português, mais a gerundite a cada duas palavras. Sem contar no nosso presidente semi-analfabeto. Aff... tá foda. Nossa mídia anda uma tragédia.
Beijos.

Яoьεяτα disse...

Mas eu continuo discordando Welton. Imagina que se pra poder falar em televisão todos precisassem ter o diploma de jornalista. Ninguém poderia sequer conceder uma entrevista.
E um comentarista de futebol não passa de um entrevistado. De luxo, remunerado e em tempo integral(durante a partida). Ele está ali pra falar sobre um assunto, e só aquele assunto. No caso futebol. Ninguém fica perguntando ao Neto sobre política cambial ou gestão de saúde púbilca.
Alguns jornalistas são muito bons comentáristas, cito Mauro Betting e Paulo Calçade, meus prefridos, e entendem muito de futebol. Mas são tão poucos que o melhor mesmo é colocar um ex-jogador para comentar. O Sergio Noronha que você citou aqui entende menos de futebol do que meu cachorro. Ta vendo aí o diploma de jornalismo?
Sem contar que os ex-jogadores e atuais comentaristas são escolhidos a dedo. Caio, Falcão, Casagrande, Neto, Miller, todos esses algum diploma tem, em que seja de educação física. Pode ter certeza.
Tá certo que o Neto, por ser falastrão, arrumador de confusão, assim como o Godoi, estão longe do Padrão Globo de Qualidade. Mas o senhor Luciano também está, e ele sabe disso, afinal está longe de lá ha muitos anos.

New, Um post seria repetitivo, e mais do que estou dando minha opinião seria impossível.
kkkkkkkkkkkkkkk
Concordo New que o que vemos na mídia não são aulas de português do Pasquale e nem a competência de um Herodoto Barbiero no jornalismo a todo instante. Mas se fosse assim seria muito chato. Televisão é entretenimento. A coisa mais democrática do mundo é o controle remoto, ou então teriamos só TVs governamentais "educativas" como em alguns países lá do Oriente Médio.

mundo a fora disse...

adorei... achei lindo o nome do seu blog e a idéia tbm... parabéns!

voltarei...

bjoka

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

ROBERTA:
NUNCA SEI ONDE PÔR COMENTÁRIO AQUI. ESTOU TRISTE PORQUE O MEU TIME PERDEU A COPA DO BRASIL. ALIÁS, TAMBÉM POR OUTROS MOTIVOS ESTOU PÉSSIMA. ACHO QUE VC VAI GOSTAR DESSE FILME, SE É QUE AINDA NÃO O VIU.
POSTEI HJ SOBRE STARDUST, O MISTÉRIO DA ESTRELA E SOBRE A II PARTE DA DAMA E O UNICÓRNIO. VÁ LÁ E DEIXE O SEU COMENTÁRIO. SE AINDA NÃO PÔS COMENTÁRIO EM PARIS, EU TE AMO, APROVEITE A OCASIÃO.
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
não há ponto depois de www
BEIJOS, CADA VEZ GOSTO MAIS DE VCS
RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO